Valorização turística dos recursos hídricos do Alto Minho e sua qualificação na ótica da internacionalização ao nível da pesca sem morte de salmonídeos e, em particular, da truta. Para isso é necessário desenvolver um estudo de avaliação dos vários cursos de água para salmonídeos, sua condição e sua aptidão para a realização da pesca sem morte e, em particular, das condições ambientais e topográficas para a realização de provas internacionais, bem como das condições institucionais para a sua concretização no quadro da lei da pesca e da sua recente alteração.

Serviços:

  1. Estudar e avaliar a aptidão dos cursos de água para salmonídeos do Alto Minho para a prática, em segurança, da atividade de animação turística e pesca desportiva, em particular a pesca sem morte;
  2. Desenvolver uma proposta de ordenamento destes cursos de água que identifique os parceiros estratégicos e as condições legais no quadro da legislação vigente e recentemente alterada para a prática preferencial da pesca sem morte e para a realização de provas internacionais;
  3. Identificar e sistematizar as necessidades de investimento para a infraestruturação destes cursos de água para a prática desportiva segundo as regras dos concursos internacionais (infraestruturas de apoio à entrada e saída, balneários, saídas de emergência, limpeza de margens, sinalização, pequenos abrigos, etc.);
  4. Apoiar os empresários turísticos do Alto Minho para, em conjunto com as entidades públicas e privadas do setor, organizar produtos turísticos específicos à pesca sem morte e concursos internacionais identificando os aspetos necessários à criação das condições base da oferta, da sua gestão, promoção e venda.